Banco Central anuncia leilão de dólares à vista a partir da próxima quarta

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2019 20h53
Arquivo/Agência BrasilNa nota, a instituição esclarece que esta atuação não altera a sua política cambial

O Banco Central anunciou, nesta quarta-feira (14) que, devido a conjuntura econômica atual, passará a vender dólares à vista das reservas internacionais a partir da próxima quarta (21). Esse tipo de operação não acontecia desde 2009, quando estourou uma crise econômica internacional.

De acordo com o comunicado da instituição, a medida foi tomada também devido a redução na demanda de proteção cambial (hedge) pelos agentes econômicos por meio de swaps cambiais e do aumento da demanda de liquidez no mercado de câmbio à vista.

O BC objetiva, assim, fazer uma troca da posição cambial em contratos de swap tradicional por dólares à vista, formalizando novo modelo de intervenção cambial para aprimoramento do uso dos instrumentos disponíveis. O uso desses dois mecanismo são instrumentos que servem de proteção cambial.

Nesse sentido, o banco realizará, a partir de 21 de agosto, para fins de rolagem dos swaps vincendos em 1º de outubro de 2019, a oferta de lotes diários de:

  • Venda de até US$ 550 milhões de dólares à vista, de forma simultânea à oferta em montante equivalente em swaps reversos (venda de contratos SCS);
  • Swaps cambiais (compra de contratos SCS), no montante ofertado e não vendido de dólares à vista, para o complemento da rolagem.

Na nota, a instituição esclarece que esta atuação não altera a sua política cambial, pautada no câmbio flutuante. “Trata-se de aperfeiçoamento no uso dos instrumentos à sua disposição para atuação no mercado de câmbio, como parte da Agenda BC#, tendo em conta as condições presentes neste momento no mercado.”