BNDES reestrutura diretoria; nova composição tem dois diretores a menos

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) foi reestruturada. De acordo com anúncio feito hoje (17) pelo do presidente da instituição, Dyogo Oliveira, a partir de agora o colegiado será composto de seis membros, dois a …

  • Por Agência Brasil
  • 18/04/2018 07h02 - Atualizado em 18/04/2018 07h05
Agência BrasilA partir de agora o colegiado será composto de seis membros, dois a menos que o formato anterior

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) foi reestruturada. De acordo com anúncio feito nesta terça-feira (17) pelo presidente da instituição, Dyogo Oliveira, a partir de agora o colegiado será composto de seis membros, dois a menos que o formato anterior.

Algumas diretorias serão alteradas, “com objetivo de racionalizar processos, reforçar sinergias e aumentar a eficiência operacional”. Oliveira espera, com as mudanças, fortalecer a estratégia de digitalização do BNDES e buscar maior agilidade e eficiência.

A diretoria de Transformação Estratégia e Digital ficará sob a responsabilidade de Ricardo Luiz de Souza Ramos, que ocupou interinamente a presidência do banco entre a saída do ex-presidente Paulo Rabello de Castro e a posse de Dyogo Oliveira. Ele ocupava a diretoria da Área de Acompanhamento do Mercado de Capitais, Área de Desestatização, Área de Investimento no Mercado de Capitais e Área de Operações Indiretas.

Segundo o BNDES, além da estratégia de digitalização, a diretoria que Ramos passa a ocupar vai cuidar das operações indiretas onde se concentram a maioria dos financiamentos a micro, pequenas e médias empresas e da área de Recursos Humanos.

A diretoria de Governos e Infraestrutura será comandada por Marcos Ferrari, que era secretário de Planejamento e Assuntos Econômicos do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.

Eliane Aleixo Lustosa de Andrade, que estava na diretoria de Planejamento, volta a ser diretora de Investimento e também terá sob sua responsabilidade a estruturação financeira de projetos e empreendedorismo.

Cláudia Pimentel Trindade Prates volta para a diretoria de Empresas, que vai acumular a área de Originação do Banco. Ela estava na diretora da Área de Administração e Recursos Humanos e da Área de Crédito.

A diretoria de Finanças, vai ser ocupada por Carlos Thadeu de Freitas, que comandará também a área Financeira e a análise de risco de crédito do Banco. Na diretoria Jurídica permanecerá Marcelo de Siqueira Freitas, que vai acumular a área de Controladoria e Conformidade.

A pedidos, deixam o BNDES Marilene de Oliveira Ramos Múrias dos Santos, que estava à frente da diretora da Área de Energia, da Área de Gestão Pública e Socioambiental e da Área de Saneamento e Transporte e Carlos Alexandre da Costa, que ocupava a diretoria da Área de Comércio Exterior e Fundos Garantidores, Área de Indústria e Serviços, Área de Indústrias de Base e da Área de Tecnologia da Informação.