Bolsa cai para menor nível em quatro meses; dólar sobe para R$ 5,07

Moeda americana teve valorização de 2,68% em relação ao real na primeira semana de maio

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2022 19h01 - Atualizado em 06/05/2022 19h04
Cris Faga/Estadão Conteúdo Mão segura cédulas de um dólar Brasil e Estados Unidos tiveram aumentos de juros nesta semana

O dólar subiu 1,17% em relação ao real e fechou em R$ 5,07 nesta sexta, 6, alcançando o maior nível em quase dois meses – em 16 de março, fechou em R$ 5,09. No total acumulado desta semana, a moeda americana apresentou subida de 2,68%, apesar de quedas entre segunda e quarta. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, terminou a sexta com queda de 0,16%, para 105.134 pontos, o menor nível em mais de três meses – o último tão baixo havia sido em 11 de janeiro (103.778 pontos). Ao longo da semana, a Ibovespa caiu 2,54%, no que foi a quinta semana seguida de queda.

As principais razões da movimentação são os dados divulgados de manhã que mostram um mercado de trabalho forte nos Estados Unidos (criação de 428 mil postos, sem contar o setor agrícola), o que indica que a atividade econômica segue acelerada e a inflação pode seguir crescendo. Assim, pode ser necessário que o Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) suba mais os juros após o aumento de 0,5% anunciado na quarta, 4, com problemas para o crescimento. As bolsas norte-americanas tiveram quedas maiores que a da Ibovespa nesta sexta – o índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, caiu 0,3%, o Nasdaq, de empresas de tecnologia, recuou 1,4%, a maior queda desde junho de 2020, e o S&P fechou em queda de 0,57%.