Bolsa de Valores brasileira bate recorde de negociações em 2022 ao movimentar R$ 7,5 trilhões

Foram realizadas 931,78 milhões de negociações durante o ano, crescimento de 0,6% em relação a 2021; volume médio negociado por dia foi de quase R$ 30 bilhões

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2023 12h50 - Atualizado em 05/01/2023 18h49
RONALDO SILVA/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Bolsa de Valores Ibovespa Ibovespa teve alta de 4,69% nos últimos doze meses, com o índice fechando 2022 aos 109.734,60 pontos

A bolsa de valores brasileira, conhecida como B3, divulgou que foram movimentados R$ 7,46 trilhões em negócios nos mercados de renda variável durante 2022. Segundo o boletim de dados de mercado divulgado nesta quinta-feira, 5, março e novembro foram os meses que registraram maior movimentação, com negociações de R$ 711,99 bilhões e R$ 706,95 bilhões, respectivamente. Já julho foi o mês de menor movimento, com R$ 455,18 bilhões. Durante todo o ano, o volume médio negociado por dia foi de R$ 29,84 bilhões, com 3,97 milhões de transações sendo realizadas diariamente, em média. No total, foram realizadas 931,78 milhões negociações em 2022, valor que representa um aumento de 0,6% em relação a 2021. A negociação no mercado de opções foi R$ 205,97 bilhões, valor acima do registrado nos três anos anteriores. Já os mercados à vista e à termo registraram volumes menores do que em 2021, de R$ 7,21 trilhões e R$ 42,15 bilhões, respectivamente. “Os dados mostram a força do mercado de renda variável em 2022. Os números registrados ficaram acima dos anos de 2019 e 2020 e próximos do ano anterior, mesmo com 2021 tendo registrado 46 ofertas iniciais de ações, que movimentaram sozinhas R$ 65,6 bilhões. Em 2022, o mercado secundário esteve muito ativo, o que significa mais liquidez para o investidor”, afirma Thiago Ferraz, superintendente de negociação da B3.

 

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.