Câmara aprova Orçamento 2022 com R$ 4,9 bi para fundão eleitoral e R$ 1,9 bi para policiais

Texto prevê salário mínimo de aproximadamente R$ 1.210 e destina R$ 16,5 bilhões às emendas de relator; projeto está em análise no Senado e pode ser aprovado ainda nesta terça-feira

  • Por Jovem Pan
  • 21/12/2021 20h56 - Atualizado em 21/12/2021 21h04
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Fachada do palácio do Congresso Nacional Texto do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA), relatado pelo deputado Hugo Leal (PSD-RJ), foi aprovado pela Câmara e está em análise pelo Senado

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, 21, o Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) para o ano que vem. Agora, o texto segue para votação no plenário do Senado e pode ser aprovado ainda hoje. Entre os destaques do Orçamento estão os R$ 4,9 bilhões destinados ao fundo eleitoral, apelidado de “fundão”, e os R$ 1,9 bilhões que serão aplicados no reajuste salarial de policiais federais. O texto do Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) nº 19/2021 determina ainda que as emendas de relator – o chamado “orçamento secreto” – terão valor de R$ 16,5 bilhões. Já o salário mínimo deve subir de R$ 1.100 para cerca de R$ 1.210, tendo em vista a inflação acumulada em 2021 que gira em torno de 10%. Já o Auxílio Brasil de R$ 400 terá verba de aproximadamente R$ 89 bilhões, enquanto as pastas da Saúde e Educação terão, respectivamente, R$ 147 bilhões e R$ 113 bilhões. Os recursos para o Censo Nacional, que não é realizado desde 2010, somam R$ 2,2 bilhões.

O Orçamento foi aprovado pelos deputados por 357 votos a favor, 97 contra e duas abstenções. Neste momento, o Senado vota o texto aprovado pela Câmara; caso não haja qualquer alteração, o PLN nº 19/2021 segue para promulgação.