‘Desenrola Brasil’ começa a renegociar dívidas nesta segunda

Segundo o Ministério da Fazenda, cerca de 30 milhões de brasileiros podem se beneficiar nesta etapa do programa

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2023 08h25 - Atualizado em 17/07/2023 08h35
Marcello Casal Jr./Agência Brasil Nota de R$ 50 sobre fundo branco Dívidas devem ter sido adquiridas até o fim de 2022

Quem tem renda mensal de dois salários mínimos (R$ 2.640) até R$ 20 mil pode procurar bancos a partir desta segunda-feira, 17, para renegociar dívidas através do novo Desenrola Brasil’, o Programa Emergencial de Renegociação de Dívidas de Pessoas Físicas Inadimplentes, lançado pelo governo federal. Segundo o Ministério da Fazenda, cerca de 30 milhões de brasileiros podem se beneficiar nesta etapa. As dívidas devem ter sido adquiridas até o final de 2022 e poderão ser pagas em, no mínimo, doze prestações. Os brasileiros que estão negativados por dívidas de até R$ 100 também já podem se inscrever e deverão ter o nome limpo em até 30 dias. Há cerca de 1,5 milhão de pessoas nesta situação, de acordo com o ministério.

A partir do início de setembro, o ‘Desenrola’ começará a renegociar também as dívidas de até R$ 5 mil de quem tem renda de até dois salários mínimos ou está inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.