Diretora do FMI diz que economia global pode entrar em recessão: ‘Risco aumentou’

Órgão deve revisar pela terceira vez sua previsão para o crescimento da economia mundial e há a possibilidade de uma desaceleração no desenvolvimento financeiro

  • Por Jovem Pan
  • 06/07/2022 16h56
Gian Ehrenzeller/EFE FMI Kristalina Georgieva Kristalina Georgieva é a atual diretora-geral do Fundo Monetário Internacional

O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou nesta quarta-feira, 6, que sua concepção sobre a economia global “obscureceram significativamente” desde o segundo trimestre no ano e que há a possibilidade real da economia global entrar em recessão em decorrência do alto risco contemporâneo. Kristalina Georgieva, diretora-geral do FMI, informou que o órgão deverá cortar sua previsão de crescimento econômico global em 2022, que era cotado em 3,6%. Será o terceiro corte no ano realizada pelo Fundo. “Estamos em águas muito agitadas. O risco [de uma recessão global] aumentou, então não podemos descartá-lo”, disse a economista após afirmar que 2023 será um ano ainda mais difícil que o atual.Em 2021, a economia do mundo cresceu 6,1%. Segundo Kristalina, somente um aperto ainda mais rígido nas condições financeiras possibilitará um maior controle na alta dos preços e auxiliará na retomada do crescimento.

*Com informações da Reuters