Dólar à vista passa a cair com aposta em fluxo, após abrir em alta com exterior

  • Por Estadão Conteúdo
  • 20/10/2017 10h59 - Atualizado em 20/10/2017 11h00
Marcello Casal Jr/Agência BrasilÀs 9h50, o dólar à vista caía 0,09%, aos R$ 3,1739

Expectativas de ingressos de fluxo cambial apoiam vendas e a virada do dólar à vista para o lado negativo nesta sexta-feira, 20. Os ajustes no câmbio refletem uma realização parcial de ganhos recentes, após duas altas acumuladas em 0,42%.

Na quinta-feira, 19, a companhia aérea Azul confirmou uma captação externa de US$ 400 milhões em bônus no exterior com vencimento em 2024 e cupom anual de 5,875%, após o Banco do Brasil ter anunciado na quarta-feira uma emissão externa de US$ 1 bilhão ante uma demanda de mais de US$ 6 bilhões.

A moeda americana começou a sessão em alta sob influência do exterior. Lá fora, a demanda por dólar é generalizada e reflete a percepção de que a reforma tributária poderá ser encaminhada pelo Congresso americano, após a aprovação pelo Senado de uma proposta de Orçamento na quinta.

Além disso, na Europa, o euro se enfraquece em meio a expectativas sobre a reunião ministerial neste sábado do governo da Espanha para definir se suspenderá a autonomia da comunidade catalã.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) de outubro subiu 0,34% em outubro, ficando praticamente na mediana das estimativas, de 0,35%. Esse resultado foi monitorado, mas não pesa no câmbio, segundo operadores, pelo fato de não alterar as apostas para corte de 0,75 ponto porcentual da Selic, para 7,50%, na reunião do Copom da semana que vem (dias 24 e 25).

Às 9h50, o dólar à vista caía 0,09%, aos R$ 3,1739. O dólar futuro de novembro subia 0,16%, aos R$ 3,1770.