Dólar fecha abaixo de R$ 5 e tem maior queda semanal em 12 anos

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2020 17h33 - Atualizado em 05/06/2020 18h01
JF DIORIO/ESTADÃO CONTEÚDONa semana, acumulou queda de 6,52%, a maior baixa semanal em quase 12 anos

O dólar à vista fechou a sexta-feira (5) em R$ 4,9909 — primeira vez que a moeda norte-americana encerra o dia abaixo de R$ 5 desde 26 de março. Na semana, acumulou queda de 6,52%, a maior baixa semanal em quase 12 anos, desde os cinco dias encerrados em 31 de outubro de 2008 (-7,35%).

O peso determinante para o enfraquecimento do dólar no Brasil e perante países emergentes em geral foi o cenário externo, após a surpresa com o relatório de emprego dos Estados Unidos, mostrando criação de 2,5 milhões de vagas em maio enquanto Wall Street previa fechamento de mais de 8 milhões de postos de trabalho.

Na mínima do dia, o dólar caiu a R$ 4,93 no início da tarde, movimento provocado por rápida desmontagens de posições contra o real e também relatos de entrada de capital externo.

A surpresa com o relatório de emprego dos EUA estimulou busca por ativos de risco mundialmente e as bolsas subiram na Europa e em Nova York. Aqui, o Ibovespa chegou a superar na máxima os 97 mil pontos.

Logo após a divulgação do documento, o presidente Donald Trump afirmou que a economia americana vai se recuperar “como um foguete”, contribuindo para elevar ainda mais o otimismo dos investidores com a retomada das atividades pós-pandemia.

*Com Estadão Conteúdo