Ex-presidente do Banco Central, Carlos Langoni morre vítima de complicações da Covid-19

Economista estava internado desde o fim de 2020 em um hospital do Rio de Janeiro; ele comandou a instituição entre 1980 e 1983

  • Por Jovem Pan
  • 13/06/2021 12h16
FÁBIO MOTTA / Estadão ConteúdoEle tinha 76 anos e estava internado desde o fim do ano passado no Hospital Copa Star, no Rio

O Banco Central do Brasil informou, na manhã deste domingo, 13, a morte do economista e ex-presidente da instituição Carlos Langoni, vítima de complicações da Covid-19. Ele tinha 76 anos e estava internado desde o fim do ano passado no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, para tratar a doença e suas complicações. “Com sólida formação, Langoni presidiu o Banco Central do Brasil entre 1980 e 1983. Durante sua gestão, ajudou a construir a estabilidade econômica do país e zelou pelo papel institucional que cabe aos bancos centrais de todas as economias. Sempre atualizado, Langoni manteve diálogo constante com as figuras mais proeminentes do cenário econômico brasileiro e global. O conhecimento de Langoni certamente fará falta no debate econômico”, diz a nota do BC.