Fed anuncia injeção de US$ 1,5 trilhão no mercado financeiro

A medida emergencial visa tentar conter a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 12/03/2020 17h44
Chair Powell, do Federal Reserve

O Federal Reserve (Fed), banco central dos Estados Unidos, anunciou nesta quinta-feira (12) que injetará US$ 1,5 trilhão no sistema financeiro, em medida drástica para tentar conter a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, que provoca a Covid-19.

Em nota emitida pelo Fed de Nova York, a autoridade monetária indica que oferecerá nesta quinta US$ 500 bilhões em acordos de três meses; e nesta sexta mais US$ 500 bilhões em acordos de três meses, além de outros US$ 500 bilhões em acordos de um mês.

O anúncio reduziu momentaneamente as perdas na Bolsa de Wall Street e do índice Dow Jones Industrial passou a operar em baixa de 5,59%, distante dos 9,5% de que chegou a alcançar durante o dia, que caminhava para ser pior desde 1987, segundo analistas.

“O calendário de operações com valores do Tesouro inclui uma mudança na composição de vencimentos das compras, pra apoiar o funcionamento dos valores do Tesouro americano”, apontou o Fed em nota.

O efeito do anúncio em Wall Street durou pouco e minutos depois, o principal indicador da Bolsa e Nova York apresentava perdas em torno de 7,5%, enquanto o seletivo S&P e o Nasdaq, que também chegaram a reagir à decisão do Fed, caíam em torno de 6,3%.

Todos os setores cotados na bolsa seguiam no vermelho, com quedas especialmente fortes para as empresas energéticas e financeiras.

*Com informações da EFE