Gasolina puxa alta e prévia da inflação em abril sobe para 1,73%

Taxa é a maior para o mês desde 1995 e mostra a maior variação mensal desde fevereiro de 2003

  • Por Jovem Pan
  • 27/04/2022 09h44 - Atualizado em 27/04/2022 09h45
RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Frentista coloca combustível em carro Gasolina e outros combustíveis puxaram a alta do IPCA

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados sobre o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é visto como uma prévia da inflação. Os dados mostraram uma taxa de 1,73% em abril, logo depois de ter registrado 0,95% em março, aumento de quase 1%. O IPCA foi divulgado nesta quarta-feira, 27, e mostra a maior taxa para abril desde 1995, quando o índice ficou em 1,95%. Essa também foi a maior variação mensal desde fevereiro de 2003, quando o índice foi de 2,19%. Nos últimos 12 meses, o IPCA-15 acumula alta de 12,03%. Em 2022, os preços subiram 4,31%. A gasolina foi responsável por puxar a alta de preços, com uma alta de 7,51%. O diesel (13,11%), o etanol (6,6%) e o gás veicular (2,28%) também registraram grandes aumentos.