Governo abre crédito suplementar para bancar serviços da dívida interna

  • Por Estadão Conteúdo
  • 21/07/2017 09h10
São Paulo - Presidente Michel Temer concede entrevista a jornalistas estrangeiros participantes do Fórum de Investimentos Brasil 2017 (Marcos Corrêa/PR)O projeto autorizando o aporte foi recentemente aprovado pelo Congresso e sancionado pelo presidente Michel Temer

O Ministério do Planejamento destinou um crédito suplementar de R$ 6 bilhões para bancar encargos financeiros da União. O reforço será usado em operações especiais do serviço da dívida interna, incluindo juros e amortizações. A portaria com o recurso extra está publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Passaportes

Outra portaria da pasta remaneja R$ 102,385 milhões da rubrica ‘encargos financeiros da União’ para o Ministério da Justiça. O valor consiste em recurso adicional à Polícia Federal para que retome a confecção de passaportes, suspensa por falta de verba. O projeto autorizando o aporte foi recentemente aprovado pelo Congresso e sancionado pelo presidente Michel Temer.