Governo diminuiu a previsão de alta do PIB de 1,6% para 0,81% neste ano

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2019 10h48
Valter Campanato/Agência Brasil Em junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, avisou que a projeção seria reduzida

O Ministério da Economia diminuiu, nesta sexta-feira (12), a projeção oficial para o crescimento da economia brasileira em 2019. De acordo com o Boletim MacroFiscal da Secretaria de Política Econômica (SPE) da pasta, o país deve fechar o ano com Produto Interno Bruto (PIB) de 0,81%.

Se comparada com a última previsão oficial (de 1,6%), feita em maio, a redução é de 0,79 ponto percentual (p.p). Em junho, no entanto, o ministro Paulo Guedes já havia anunciado que o resultado havia caído para 1%. De acordo com a secretaria, o baixo resultado não incorpora, ainda, o efeito completo da reforma da Previdência e as novas medidas que “beneficiarão a economia no curto prazo”.

No começo do ano, a projeção era de que a economia crescesse 2,5% neste ano.

A  SPE informou ainda, pela primeira vez, suas projeções para o PIB nos anos de 2021, 2022 e 2023. Em todos os casos, a projeção é de alta de 2,5% .

IPCA

O ministério também revisou a projeção oficial para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do país. Segundo a pasta, a expectativa é que a inflação termine 2019 em 3,8% (em maio, estava estimada em 4,1%).

*Com Estadão Conteúdo