Governo libera R$ 3,4 bi para Defesa e R$ 2,6 bi para Educação

O descontingenciamento de R$ 13,976 bilhões do Orçamento de 2019 foi anunciado na semana passada. O ministério do Desenvolvimento Regional recebeu R$ 1,905 bilhão

  • Por Jovem Pan
  • 22/11/2019 15h12
Valter Campanato/Agência Brasil O presidente Jair Bolsonaro

Foi publicado nesta sexta-feira (22) no Diário Oficial da União o decreto relativo ao Relatório Extemporâneo de Avaliação de Receitas e Despesas de Novembro de 2019, com liberação de todas as despesas discricionárias (não obrigatórias) contingenciadas (bloqueadas) em meses anteriores.

Ainda na semana passada, o governo anunciou o descontingenciamento de R$ 13,976 bilhões do Orçamento de 2019.

O órgão que teve a maior liberação, de R$ 3, 473 bilhões, foi o Ministério da Defesa, seguido pela Educação, R$ 2,695 bilhões, e Desenvolvimento Regional, R$ 1,905 bilhão.

A liberação dos recursos foi possível porque o governo obteve receitas extraordinárias com a venda de ativos de estatais, que rendeu Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido sobre o ganho de capital das empresas, e pelos leilões do excedente da cessão onerosa e da partilha do pré-sal.

De acordo com o Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas referente ao 5º bimestre de 2019, haveria a possibilidade de liberar gastos em mais R$ 7,2 bilhões, e mesmo assim cumprir a meta de déficit nas contas públicas de R$ 139 bilhões. Entretanto, para isso, seriam necessários créditos adicionais.

*Com informações da Agência Brasil