INCC-M fica em 0,14% em setembro, após 0,40% em agosto, revela FGV

  • Por Estadão Conteúdo
  • 26/09/2017 08h46
Arquivo/Agência BrasilEm contrapartida, o índice relativo à Mão de Obra registrou variação negativa de 0,04% em setembro, depois de subir 0,56% em agosto

O Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado (INCC-M) diminuiu o ritmo de alta entre agosto e setembro, ao passar de 0,40% para 0,14%, informou nesta terça-feira, 26, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Já o indicador que mede a variação em Materiais, Equipamentos e Serviços acelerou a velocidade de elevação, saindo de 0,20% para 0,37% no nono mês deste ano. Em contrapartida, o índice relativo à Mão de Obra registrou variação negativa de 0,04% em setembro, depois de subir 0,56% em agosto.

Das sete capitais pesquisadas pela FGV, as taxas de três delas registraram desaceleração no período: Recife (0,29% para 0,28%), Rio de Janeiro (alta de 2,18% para -0,33%) e Porto Alegre (de 1,30% para 0,19%). Já em Salvador (-0,06% para alta de 0,19%), Brasília (-0,09% para alta de 0,39%), Belo Horizonte (0,21% para 0,22%) e São Paulo (0,05% para 0,13%), houve aceleração do índice.