Mão de obra sobe menos e desacelera inflação da construção no IGP-10 de agosto

  • Por Estadão Conteúdo
  • 16/08/2017 09h17
Arquivo/Agência BrasilO índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços repetiu a variação de preços do mês anterior, alta de 0,10%

Os aumentos menores no custo da mão de obra na construção desaceleraram a inflação do setor em agosto, dentro do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10), divulgado na manhã desta quarta-feira (16), pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-10) registrou aumento de 0,27% em agosto, ante uma elevação de 0,62% em julho. O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços repetiu a variação de preços do mês anterior, alta de 0,10%. Já o índice que representa o custo da Mão de Obra teve aumento de 0,40% em agosto segundo a FGV, após uma elevação de 1,04% em julho.