Média de tarifa aérea doméstica sobe em 2018 e atinge R$ 374,12, diz Anac

  • Por Jovem Pan
  • 27/03/2019 14h22
EFECombustível e câmbio pesaram no indicador

A tarifa aérea média doméstica teve alta de 1% em 2018 e ficou em R$ 374,12, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). No quarto trimestre, a tarifa aérea média subiu 2,1% em relação ao informado um ano antes.

De janeiro a dezembro de 2018, 6,7% das passagens foram comercializadas com tarifas aéreas abaixo de R$ 100,00 e 50,9% abaixo de R$ 300,00. As passagens acima de R$ 1.500,00 representaram 0,8% do total.

Em nota, a Anac destaca que o ano de 2018 foi marcado pela alta dos indicadores atrelados aos custos mais significativos do setor, que são combustível e câmbio.

O querosene de aviação (QAV), que corresponde a cerca de 30% dos custos e despesas operacionais dos serviços de transporte aéreo prestados pelas empresas brasileiras no período, registrou alta de 37,3% em relação a 2017.

Outro ponto que tem bastante impacto sobre os custos do setor, a taxa de câmbio do real frente ao dólar subiu 14,5% em 2018. Em conjunto, os custos de combustível, arrendamento, manutenção e seguro de aeronaves representam cerca de 50% das despesas dos serviços aéreos.

No quarto trimestre, combustível e dólar registraram altas de 41,4% e 17,3%, respectivamente, em relação ao informado um ano antes, acrescenta a Anac

*Com informações do Estadão Conteúdo