Nike anuncia que não reabrirá lojas na Rússia e abandona o país definitivamente

Lojas já estavam paralisadas desde o início do conflito na Ucrânia e o anúncio do fechamento definitivo foi feito por meio do site russo da empresa

  • Por Jovem Pan
  • 23/06/2022 13h38
Pixabay loja da nike Lojas serão fechadas em todo o território russo

A Nike anunciou nesta quinta-feira, 23, que não pretende reabrir suas lojas na Rússia e que vai abandonar o mercado do país definitivamente. A empresa fez um comunicado em seu site russo para informar o fim do vínculo com Moscou e se juntou à lista de outras gigantes que se retiraram do país por causa da invasão russa à Ucrânia, como o Mc’Donalds e o Starbucks. As lojas de equipamentos esportivos foram inicialmente fechadas no início da ofensiva a Kiev. Em maio, a marca já havia revelado que não iria renovar as licenças com as lojas associadas à marca.

“A Nike Inc. decidiu sair do mercado russo. Como resultado, o Nike.com e o aplicativo móvel da Nike não estarão mais disponíveis nesta região. As lojas da Nike fecharam recentemente temporariamente e não reabrirão mais”, anunciou o grupo. O boicote das empresas estrangeiras veio na esteira das sanções internacionais sem precedentes ao presidente russo, Vladimir Putin, depois do envio de tropas para a Ucrânia, que teve início em 24 de fevereiro. Grandes marcas como H&M, Adidas e Ikea também paralisaram suas atividades no país.