Novas normas para seguro de automóveis entram em vigor nesta quarta; veja o que muda

Regras beneficiam motoristas de aplicativo; seguradoras têm até 180 dias para se adaptarem às mudanças

  • Por Jovem Pan
  • 01/09/2021 13h56
PixabayNovas regras deixam seguro de automóvel mais barato

Contratar um seguro de automóvel pode ficar mais barato e mais flexível com as normas que entram em vigor nesta quarta-feira, 1º. Com as mudanças, o consumidor agora pode contratar uma apólice parcial. Ou seja, um seguro que cobre apenas a parte dianteira do veículo, os retrovisores ou os vidros, e não todo o automóvel. O cliente também pode optar por excluir alguns serviços. Será possível optar por uma cobertura para roubo ou furto e excluir o seguro para casos de acidente do pacote, por exemplo. Além disso, a apólice agora pode estar vinculada à pessoa física, e não ao veículo, beneficiando motoristas de aplicativo que usam carros alugados. As seguradoras têm até 180 dias para se adaptarem às mudanças.

Para o advogado e economista Alessandro Azzoni, a mudança é positiva porque pode baratear o seguro. No entanto, ele destaca que é necessário estar atento ao contrato antes de assinar. “Isso é muito positivo na questão de você atrair o consumidor, mas tem o lado negativo. Na hora da contratação, o consumidor nunca fica preocupado em olhar o contrato, só se preocupa com o valor que vai pagar. Isso pode causar muito problema pós-sinistro. E na parte final, na hora que tiver o sinistro, ele vai querer a cobertura e não vai ter por motivo de contrato”, diz. O advogado também afirma que, por mais que as seguradoras tenham 180 dias para incluir as novas regras, a mudança deve ser mais rápida. “Eu acredito que como é uma concorrência de mercado, muitas seguradoras vão acelerar o processo justamente para fazer a adaptação. Dentro de 30 dias já dá para começar a ser oferecido”, completa.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini