Preço do etanol recua em 21 Estados e no DF, diz ANP

  • Por Jovem Pan
  • 27/05/2019 12h25
Marcelo Camargo/Agência BrasilNa média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP houve queda de 1,96% no preço médio do etanol na semana passada

Os preços médios do etanol hidratado recuaram em 21 Estados e no Distrito Federal na semana passada. A informação está em levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Houve alta em apenas quatro Estados e estabilidade no Amapá.

Na média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP houve queda de 1,96% no preço médio do etanol na semana passada ante a anterior, de R$ 3,005 para R$ 2,946.

Em São Paulo, principal Estado produtor, consumidor e com mais postos avaliados, houve recuo de 2,39% no período. A cotação média do hidratado variou de R$ 2,803 para R$ 2,736 o litro.

A maior queda semanal, de 2,54%, foi na Bahia e a maior elevação, de 0,63%, no Rio Grande do Norte.

Mesmo com a queda semana, na comparação mensal os preços do etanol subiram em praticamente todos os Estados avaliados e no Distrito Federal, com recuo apenas no Paraná, em São Paulo e Tocantins.

Com a ajuda paulista, na média brasileira o preço do etanol pesquisado pela ANP acumulou queda de 0,81% na comparação mensal

A maior alta mensal foi na Paraíba, de 9,90% no período.

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,299 o litro em São Paulo e o menor preço médio, de R$ 2,640, foi em Mato Grosso.

O preço máximo individual de R$ 4,898 o litro, foi registrado no Rio Grande do Sul e os postos gaúchos registraram também o maior preço médio, de R$ 4,265 o litro.

Gasolina

O valor médio da gasolina vendido nos postos brasileiros recuou em 16 Estados brasileiros e no Distrito Federal na semana passada, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pelo AE-Taxas. Houve alta em outros dez Estados.

No País, o preço médio recuou 0,18% na semana passada sobre a anterior, de R$ 4,568 para R$ 4,550.

Em São Paulo, maior consumidor do Brasil e com mais postos pesquisados, o litro da gasolina subiu 0,07%, de R$ 4,267 para R$ 4,270, em média.

*Com Estadão Conteúdo