Presidente da Caixa pede paciência por lentidão no sistema: ‘Dia de maior intensidade’

De acordo com Pedro Guimarães, 10 milhões de cadastros já foram finalizados nesta terça-feira (7)

  • Por Jovem Pan
  • 07/04/2020 16h24 - Atualizado em 07/04/2020 16h48
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoPedro Guimarães, presidente da Caixa

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou nesta terça-feira (7) que 10 milhões de cadastros para recebimento do auxílio emergencial do governo já foram finalizados nesta tarde e pediu paciência pela lentidão nas plataformas digitais. O banco espera concluir entre 15 milhões e 20 milhões de cadastros até o fim do dia.

“Hoje será o dia de maior intensidade. Tivemos 330 mil ligações na central 111, e mais de 100 milhões de downloads do aplicativo no android. Chegamos a ter uma queda de três minutos no site para cadastro e pedimos desculpas e um pouco de paciência se estiver lento”, disse.

Em coletiva de imprensa, a Caixa Econômica Federal detalhou os montantes estimados para os pagamentos das três parcelas mensais de R$ 600 do auxílio emergencial. O maior volume será destinado aos beneficiários do programa Bolsa Família, que receberão R$ 43,71 bilhões.

A sistemática para esse grupo será a mesma do benefício normal que já é pago mensalmente. Outros R$ 29,43 bilhões devem ser destinados para o público inscrito no Cadastro Único do governo federal.

Nesse caso, os valores serão depositados em até 48h após o processamento – com início já na quinta-feira (9) – em conta poupança da Caixa ou conta do Banco do Brasil. Caso o beneficiário não tenha conta nessas instituições, será criada a poupança digital da Caixa – para a qual o saque em espécie ainda não está liberado.

Cronograma para saques

Guimarães ainda lembrou que a Dataprev receberá nesta terça 20 milhões de nomes que ninguém (no governo) conhece. Ele voltou a explicar que, apesar do depósito em conta, os beneficiários do auxílio emergencial só poderão sacar os valores segundo um cronograma que ainda será detalhado pelo banco.

“Já temos 15 milhões de SMS (confirmações) em seis horas. Imaginem se, no dia do pagamento, 20 milhões a 30 milhões de pessoas forem juntas às lotéricas. Será um colapso e não vamos permitir isso”, enfatizou.

Por fim, a Caixa estima que trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) recebam R$ 25 bilhões. Esse grupo precisa se cadastrar para receber o auxílio emergencial por meio do site da Caixa, ou pelo aplicativo já disponível para aparelhos celulares.

Os pagamentos começarão em 14 de abril. Esses beneficiários poderão indicar uma conta em qualquer instituição financeira para receber o auxílio, ou optar pela poupança digital da Caixa, cujo saque em espécie ainda depende de cronograma.

*Com informações do Estadão Conteúdo