Produção de veículos em julho cresce 9,3% ante julho de 2017, diz Anfavea

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 06/08/2018 13h11 - Atualizado em 07/08/2018 09h31
Marcelo Camargo/Agência Brasil"Os dados de julho indicam que os efeitos da greve foram superados", declarou Megale

A produção de veículos no Brasil somou 245,8 mil unidades em julho, um crescimento de 9,3% em relação a igual mês do ano anterior, porém com queda de 4,1% em comparação ao volume produzido em junho.

Os dados, divulgados nesta segunda-feira, 6, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), mostram também que, no acumulado do ano, o volume produzido atingiu 1,680 milhão de unidades, com alta de 13,0% em relação ao período equivalente de 2017.

Após temores de que os impactos da paralisação dos caminhoneiros levariam de dois a três meses para serem compensados, o presidente da Anfavea, Antonio Megale, avalia que a recuperação ocorreu de maneira mais rápida do que esperado.

“Os dados de julho indicam que os efeitos da greve foram superados”, declarou Megale, durante coletiva de imprensa.

Empregos

As montadoras criaram vagas de emprego após o resfriamento da atividade nos meses anteriores. Em julho, foram 546 postos de trabalho a mais.

O saldo em 12 meses está positivo, com a criação de 5.252 vagas. Com isso, o setor encerrou julho com 132.021 funcionários, 0,4% a mais que em igual mês do ano passado.

Exportações

Segundo a Anfavea, as exportações em valores de veículos e máquinas agrícolas somaram US$ 1,23 bilhão em junho, queda de 12,4% na comparação com igual mês do ano passado, e recuo de 13,1% ante junho.

No sétimo mês do ano, foram exportadas 51,3 mil unidades, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, baixa de 21,7% na comparação com julho do ano passado e decréscimo de 20,9% em relação ao resultado de junho.

No acumulado de janeiro a julho, é verificado recuo de 2,8% sobre igual período de 2017, para 442,5 mil unidades.