Saldo líquido de emprego formal foi positivo em agosto, aponta Caged

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2018 16h45
Fotos PúblicasAgosto registrou o segundo melhor desempenho do ano e atrás apenas de abril

Novos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho, divulgados nesta sexta-feira (21), indicam que durante o mês de agosto o mercado de trabalho criou 110.431 empregos com carteira assinada. Esse é o melhor resultado para o mês desde o ano de 2013, quando foram gerados 127.648 empregos formais.

O mês de agosto é o oitavo seguido com criação de empregos formais, de acordo com a série histórica com ajuste sazonal. O mês registrou o segundo melhor desempenho do ano e atrás apenas de abril, quando a economia gerou 127.134 empregos formais.

O dado relativo a agosto havia sido antecipado na quinta-feira (20), pelo presidente Michel Temer, que comemorou nas redes sociais a criação de mais de 100 mil empregos formais no mês de agosto.

No acumulado de janeiro a agosto, o Caged registra criação de 568.551 empregos formais. Nos 12 meses até agosto, o Ministério do Trabalho registra a criação de 356.852 empregos com carteira assinada.

O resultado mensal positivo foi puxado pelo setor de serviços, que registrou a criação de 66.256 empregos, seguido pelo comércio, que acumulou 17.859 novos empregos, e a indústria de transformação, com 15.764 novos trabalhadores.

Entre os demais setores, a construção civil criou 11.800 empregos, os serviços industriais de utilidade pública ganharam 1.240 postos, o segmento de extração mineral teve 467 empregos criados e a administração pública, outros 394 novos postos.

Por outro lado, o agronegócio registrou fechamento de 3.349 empregos formais no mês passado. Esse foi o único setor econômico com fechamento de empregos no mês passado.