Secretário: FGTS terá impacto de curto prazo maior do que estão prevendo

  • Por Jovem Pan
  • 08/08/2019 14h10
Ernesto Rodrigues/Estadão Conteúdo"Estamos esperando impacto razoável de crescimento", disse Adolfo Sachsida

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, afirmou nesta quinta-feira (8) que a liberação de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) anunciada pelo governo vai ter um impacto “muito mais forte na economia do que alguns estão prevendo”.

“É claro que é uma medida de curto prazo”, disse em debate durante evento do BTG Pactual. Sachsida citou números mostrando que as medidas vão afetar um número importante de pessoas no Brasil: 30% da população do Nordeste e em São Paulo, 28 milhões de pessoas serão afetadas apenas com a liberação inicial dos R$ 500.

“Essa medida vai ter impacto maior do que alguns estão esperando”, afirmou o secretário, ressaltando que ela corrige a má alocação de R$ 40 bilhões, depositados no FGTS.

“Estamos esperando impacto razoável de crescimento”, completou, pedindo aos analistas, empresários e economistas presentes no evento que “vejam com um pouco mais de atenção e façam a separação por estado” para avaliar os impactos.

*Com Estadão Conteúdo