Sem efeito da greve, comércio avança 1,0%

  • Por Estadão Conteúdo
  • 14/06/2018 09h58
Marcos Santos/ USP ImagensA expectativa, porém, é que a retomada tenha sido interrompida pela paralisação dos caminhoneiros, ocorrida em maio

Antes de ser atingido pelos bloqueios nas estradas na greve dos caminhoneiros, o comércio varejista manteve, em abril, a recuperação das vendas. O volume cresceu 1,0% ante março, segundo a Pesquisa Mensal de Comércio divulgada na quarta-feira, 13, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A expectativa, porém, é que a retomada tenha sido interrompida pela paralisação ocorrida em maio.

O efeito da greve terá impacto especialmente nas atividades de supermercados e combustíveis. “É claro que qualquer evento que tenha impacto nas vendas vai rebater no comércio, o que vai ser medido em maio”, diz Isabella Nunes, do IBGE.