Vendas no Natal cresceram 5,5% neste ano, aponta associação

  • Por Nicole Fusco
  • 26/12/2018 11h48
Estadão ConteúdoSegundo a Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), o crescimento das vendas no Natal se deu em razão do décimo terceiro salário, que injetou R$ 211,2 bilhões na economia brasileira, e da inflação controlada

As vendas no Natal cresceram 5,5% (em valor nominal, ou seja, sem descontar a inflação) neste ano em comparação com o mesmo período do ano passado — quando o aumento foi de 5,0%. Segundo a Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping), que divulgou os dados nesta quarta-feira (26), o resultado positivo se deu em razão do décimo terceiro salário, que injetou R$ 211,2 bilhões na economia brasileira, e da inflação controlada.

Para o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, o resultado das vendas natalinas em 2018 foram melhores que as do ano passado, mesmo se for descontada a inflação — se a taxa for levada em consideração,  o resultado em 2018 foi entre 1,7 % e 1,8% neste ano, ante o de 2,05% do ano passado. Isso porque a expectativa para a economia foi “nocauteada” com a greve dos caminhoneiros e a Copa do Mundo, que enfraqueceram o comércio, assim como a instabilidade política durante o período eleitoral.

“Acho que as vendas acabaram fechando o ano numa expectativa positiva, apesar dos percalsos que tivemos ao longo de 2018”, disse Sahyoun. “Agora, a grande expectativa é no ano que vem, com as refromas, com a desoneração da folha de pagamento, e com os empresários desengavetando planos para suas empresas que estavam parados. Temos plena convicção de que estaremos comemorando um ano bem melhor do que 2018”, afirmou.

Os produtos mais procurados no Natal deste ano foram moda masculina e feminina (55%), calçados (32%), perfumes e cosméticos (31%) e brinquedos. Em seguida, apareceram acessorios de moda (19%), livros (14%) e celular e smartphones (12%). Joias e bijuterias (9%), jogos e video games (9%) e eletrônicos e eletrodomésticos apareceram por último (6%).

De acordo com o SPC, o varejo movimentou R$ 53,5 bilhões em vendas neste Natal.

Comércio eletrônico

O comércio eletrônico apresentou um crescimento de 12% no faturamento neste ano em comparação com 2017. Conforme apontou a Alshop, o movimento nas lojas virtuais já é “igual ou superior ao de uma loja convencional”.

No Natal, especificamente, o comércio eletrônico faturou R$ 9,9 bilhões em 2018. O levantamento, realizado pela Ebit/ Nielsen, abarcou também a Black Friday, que começou em 15 de novembro e foi até 24 de dezembro. De acordo com a pesquisa, 26% das compras de Natal antecipadas durante esse período, “o que comprova o aumento da relevância dessa data para as vendas de Natal”.

Vendas em shoppings em 2018

As vendas em shoppings no Brasil em 2018 devem atingir R$ 156,3 bilhões — um aumento de 6% (nominal) em relação a 2017.

Apesar do indicador positivo, dezenove shoppings foram fechados ao longo deste ano, a maior parte rotativos. Por outro lado, treze foram abertos, totalizando 754 shoppings em operação em todo o país.

Os empreendimentos abertos demonstram um processo de “interiorização”, que teve início nos últimos anos. Isso porque, dos treze novos shoppings, onze foram inaugurados no interior, e dois, em capitais.