Economistas projetam PIB mais baixo e inflação no limite da meta em 2015

  • Por Jovem Pan
  • 09/12/2014 08h59

As perspectivas dos economistas pioram novamente e a previsão é de nova baixa para o PIB e inflação no limite da meta em 2015. Para este ano, a expectativa dos economistas para a inflação recuou de 6,43% para 6,38%; mas para 2015, a estimativa subiu de 6,49% para 6,5%.

A meta de inflação é de 4,5%, com tolerância de dois pontos para mais ou para menos; dessa forma, o teto é de 6,5%. O economista Paulo Piqueti, da Fundação Getúlio Vargas, sinalizou para a continuidade do processo de correção dos preços administrados.

*Ouça os detalhes no áudio

O economista Cláudio Frischtak enfatiza que o cenário internacional também não contribui para boas expectativas em 2015. De acordo com ele, a situação mostra-se oposta àquela de dez anos atrás quando houve expansão da economia brasileira.

O economista André Perfeito ressalta que os empresários estão receosos em investir no Brasil. Em entrevista a Denise Campos de Toledo, ele avaliou que a equipe econômica terá muito trabalho em 2015.

Para a taxa básica de juros, que está em 11,75% ao ano, a expectativa do mercado passou de 12% para 12,5% ao ano. Portanto, os analistas dos bancos esperam alta maior dos juros em 2015; a Selic é o principal instrumento para tentar conter pressões inflacionárias.