EFE inicia seu 75º aniversário com inauguração de nova sede central

  • Por Agencia EFE
  • 03/01/2014 16h39

Madri, 3 jan (EFE).- Nesta sexta-feira a Agência EFE comemora os seus 75 anos de nascimento e festejará a data com a inauguração, em breve, de sua nova sede central em Madri e com uma grande exposição histórica em um ano repleto de atividades comemorativas.

Os atos festivos começarão na primeira semana de fevereiro com a efetiva inauguração da nova sede central da agência em Madri em um edifício de 18 andares na Avenida de Burgos, na zona Norte da capital, ato para o qual foi convidada a Casa Real.

Este edifício de 18 andares foi construído em 1988 e reformado em 2010. Nele, a EFE ocupará os 15 primeiros andares, além de um local onde serão instalados os estúdios de televisão. A nova sede substitui a anterior, da Rua Espronceda, onde a agência esteve nos últimos 36 anos.

O novo edifício é propriedade da SEPIDES, empresa que faz parte da Sepi, sociedade estatal acionista única da Agência EFE.

Com andares praticamente abertos e com grande incidência de luz natural em todos os postos de trabalho, o prédio é dotado de salas de reuniões equipadas, espaços multiusos e zonas de expansão, tudo isso com o objetivo de aumentar a colaboração entre os diferentes departamentos e delegações, melhorando os processos produtivos e estimulando a comunicação.

Assim como a mudança da Rua Ayala para a Rua Espronceda representou a consolidação e a expansão da EFE como a maior agência de notícias em língua espanhola e a quarta maior do mundo, a agência espera que com o esforço de “todos os grandes profissionais” que a formam, isto representa uma oportunidade de continuar sendo uma empresa moderna e competitiva.

O outro ato importante da comemoração será a inauguração de uma grande exposição histórica na Casa do Leitor, no centro de arte Matadero Madrid.

A mostra, que ocupará mais de 1.100 metros quadrados, contará o que foram os 75 anos de vida da EFE, sua evolução tecnológica, principais coberturas tanto nacionais como internacionais e como de um pequeno local na Rua Vitoria de Burgos se transformou na quarta maior agência de notícias em nível mundial e a maior em espanhol.

Esta narração é ligada à da evolução da vida na Espanha e região ibero-americana, e pela exposição – cujo cartaz será obra da fotógrafa, pintora e poeta Ouka Leele – serão exibidos imagens, sons e até as roupas que marcaram cada uma das sete décadas e meia da sociedade espanhola e ibero-americana.

A fotografia será um dos elementos estelares tanto nesta exposição histórica quanto na exposição itinerante que percorrerá as diferentes comunidades autônomas espanholas e vários países da América, apresentando as fotos mais impactantes transmitidas pela agência nestes anos.

Estas fotos serão reunidas em um livro com o qual colaboraram, por meio de artigos, grandes personalidades nacionais e internacionais, entre elas o rei Juan Carlos I, o presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy; o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o da Bolívia, Evo Morales.

Também participaram os anteriores presidentes do governo espanhol; políticos, empresários, artistas, cientistas, pesquisadores e atletas.

Além disso, a EFE será em 2014 a anfitriã das assembleias anuais de MINDS, EANA e AMAN, as três maiores associações de agências internacionais. As duas primeiras acontecerão em abril em Madri, e a terceira, em junho, em Alicante.

A EFE protagonizará também cursos de verão na universidade Complutense (Madri) e na universidade Menéndez Pelayo (Santander). No auditório da Casa do Leitor, em paralelo à exposição histórica, acontecerá uma série de jornadas sobre o Jornalismo especializado em temas como Saúde, Meio Ambiente e Tecnologias. EFE

fm/cdr/id