EI detém 7 pessoas acusadas de “bruxaria” na cidade iraquiana de Mossul

  • Por Agencia EFE
  • 15/07/2014 11h57

Bagdá, 15 jul (EFE).- Combatentes do Estado Islâmico (EI) detiveram sete pessoas acusadas de praticar “bruxaria” na cidade iraquiana de Mossul, que está sob controle da organização extremista desde 10 de junho, informaram à Agência Efe testemunhas locais.

Entre essas pessoas estão três mulheres que foram tiradas de suas casas aos tapas e chutes pelos jihadistas, no bairro de Al Rashidia, situado no norte de Mossul, e levadas para local desconhecido sem explicações.

As testemunhas explicaram que as detidas curavam doentes sempre proferindo versículos do Corão, mas os jihadistas as acusaram de bruxas e curandeiras.

Além disso, as fontes também contaram que quatro homens foram detidos sob a mesma acusação, e levados com os olhos vendados e as mãos acorrentadas para um lugar indeterminado. EFE