Empresa de consultoria é contratada para regular portal da saúde nos EUA

  • Por Agencia EFE
  • 12/01/2014 02h25

Washington, 11 jan (EFE).- O Governo dos Estados Unidos informou neste sábado que cancelou seu contrato com a firma CGI Federal, terceirizada de informática que falhou no lançamento do portal da reforma da saúde, e contratou a Accenture, uma das maiores consultorias do mundo, para continuar administrando o serviço.

Os Centros de Serviços de Medicare e Medicaid (CMS, em inglês), uma agência federal, anunciaram em comunicado que a Accenture foi selecionada para se tornar durante um ano “na principal empresa terceirizada para o portal HealthCare.gov e se preparar para o período de inscrição aberta do próximo ano”.

A empresa de consultoria, que conta com mais de 280 mil funcionários em 120 países, informou em comunicado que os CMS pagarão US$ 45 milhões para a fase inicial do contrato, que inclui um plano de transição para o site.

Segundo antecipou na sexta-feira o jornal “The Washington Post”, se prevê que o montante total do contrato chegue a cerca de US$ 90 milhões.

O problema com o portal deteriorou a imagem do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que fez da reforma do sistema de saúde o tema central de sua campanha presidencial em 2008.

Desde então, a CGI Federal e outros terceirizados trabalharam na reparação do sistema que, por volta do final do ano, era capaz de processar até 80 mil visitas por dia.

Mas, segundo informou na sexta-feira o “Post”, o Governo federal chegou à conclusão que a CGI “não foi suficientemente eficaz para regular o intrincado sistema de computadores que sustenta o portal HealthCare.gov”.

A Accenture tem experiência com sistemas de computadores em nível estatal e construiu o novo portal de saúde da Califórnia, mas, segundo o jornal, “não fez trabalho substancial em nenhum programa federal de cuidados da saúde”. EFE