Empresários fazem projeções otimistas sobre trabalho da nova equipe econômica de Dilma

  • Por Jovem Pan
  • 01/12/2014 09h50

Empresários fazem projeções otimistas sobre trabalho da nova equipe econômica de Dilma Rousseff, mas pedem sinais concretos de mudança. Nesse sentido, há a esperança de que a “casa” seja organizada em 2015 com início de recuperação da economia, controle de gastos e dos juros.

Joaquim Levy na Fazenda, Nelson Barbosa no Planejamento e Alexandre Tombini no Banco Central foram escolhas acertadas, segundo o empresariado. Apesar disso, ainda há o pedido por sinais concretos de que o trabalho será conduzido com foco na recuperação de todos os setores da economia.

Em Barcelona, onde comanda o 18º Meeting Internacional do Grupo de Líderes Empresariais, João Dória Jr. disse que aprova a nova equipe. Em entrevista ao repórter Daniel Lian, o presidente do Lide apontou os três maiores desafios que os novos ministros enfrentarão.

*Ouça os detalhes no áudio

Sem ter visto ainda medidas concretas, CEO da Talent é cauteloso para estabelecer uma avaliação positiva sobre a nova equipe econômica. José Eustáchio acredita que o empresariado precisa recuperar o otimismo para que 2015 seja um ano melhor que 2014.

Para que o otimismo e a confiança dos empresários reapareçam, a equipe econômica precisará ter autonomia para trabalhar. Essa é a avaliação do presidente da Avis Budget, Afonso Celso de Barros, que destacou a competência dos indicados da presidente Dilma Rousseff.

Barros acredita que, mesmo sem ainda ter efetivamente atuado, a nova equipe já traz confiança para os empresários. Os executivos reunidos em Barcelona para o 18º Meeting Internacional do Lide acreditam que 2015 será um ano de ajustes econômicos.