Empresas de vigilância vão ajudar no trabalho da polícia de São Paulo

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2014 12h45

Bares, restaurantes, estabelecimentos comerciais e empresas de vigilância vão disponibilizar câmeras para ajudar no trabalho da polícia de São Paulo. Uma das ideias é fazer a transmissão das imagens em tempo real, a exemplo da infraestrutura já existente em Nova Iorque.

O sistema chamado Detecta emite alertas que favorecem o atendimento das ocorrências como roubo de carros, assaltos e até assassinatos. O governador Geraldo Alckmin ressaltou a Thiago Uberreich que o uso das câmeras privadas fará uma grande diferença no combate à criminalidade.

*Ouça os detalhes no áudio

O governo paulista contará inicialmente com 500 câmeras que terão a imagem distribuída para os tablets instalados nos carros da polícia. O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Percival Maricato, destacou que os funcionários vão passar por treinamento.

Maricato ressaltou que milhares de câmeras poderão ser cedidas para o programa do estado. Já a central do Detecta, a exemplo de Nova Iorque, terá um número reduzido de policiais que serão alertados pelos sinais sonoros do sistema.