Encerrado protesto surpresa do MPL na Lapa contra aumento de tarifas em SP

  • Por Jovem Pan
  • 08/01/2016 08h28
SP - PROTESTO CONTRA AUMENTO TARIFA TRANSPORTE PÚBLICO/LAPA - GERAL - Manifestação contra aumento da tarifa do transporte público na Rua 12 de Outubro, na região da Lapa, em São Paulo (SP), na manhã desta sexta-feira (8). 08/01/2016 - Foto: NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOAE - PROTESTO CONTRA AUMENTO TARIFA TRANSPORTE PÚBLICO/LAPA - mpl

Foi encerrada na manhã desta sexta-feira (08) um protesto com 30 a 40 pessoas do Movimento Passe Livre (MPL) contra o aumento das tarifas de transporte público em São Paulo, na região da estação da Lapa (Linha 8-Diamante da CPTM), na zona oeste da capital paulista.

As ruas da região chegaram a registrar congestionamento de carros e ônibus, mas o entorno da estação foi completamente liberado e o trânsito já flui normalmente.

O valor das passagens de trem, ônibus e metrô sobem de R$ 3,50 para R$ 3,80 a partir de sábado. Está programado ainda para a tarde desta sexta, às 17h, um outro ato convocado pelo MPL contra a subida da tarifa, com início previsto na escadaria do Theatro Municipal, perto da Prefeitura, do Viaduto do Chá e do metrô Anhangabaú, no centro de São Paulo.

A manifestação desta manhã na Lapa não estava no roteiro e foi anunciada de surpresa pelo Passe Livre. A Polícia Militar esteve presente, mas não houve registro de confronto.

Por volta das 4h30 da manhã, os participantes do ato chegaram a fechar a entrada do terminal de ônibus da Lapa com barricada de lixo no qual foi colocado fogo.

Entre 6h e 6h30, o grupo começou a caminhar pelo centro comercial do bairro da zona oeste, passando pela Rua Nossa Sra. da Lapa, R. Clélia, R. Guaicurus e, finalmente, voltando à estação de trem, ao lado de onde também funciona o terminal de ônibus.

Segundo a prefeitura e o governo estadual, o reajuste é inferior à inflação acumulada desde o último reajuste, há um ano, de 10,49%, de acordo com o IPC-Fipe. Além do aumento da passagem comum para R$ 3,80, a tarifa com integração entre ônibus e trilhos aumentou de R$ 5,45 para R$ 5,92. Já os bilhetes únicos mensal, semanal e 24 horas não serão reajustados. Esta sexta (08) é o último dia para o usuários dos transportes públicos abastecer seu bilhete único sem o aumento tarifário.

Com informações do repórter Jovem Pan Tiago Muniz

Com informações adicionais do último parágrafo da Agência Brasil