Enfermeira norueguesa do MSF é declarada curada do ebola

  • Por Agencia EFE
  • 20/10/2014 14h19

Copenhague, 20 out (EFE). – A voluntária norueguesa diagnosticada com ebola em Serra Leoa há duas semanas foi declarada curada e recebeu alta da unidade de isolamento do Hospital Universitário de Ullevaal (Oslo), informaram nesta segunda-feira autoridades médicas.

Silje Lehne Michalsen, de 30 anos e a primeira norueguesa a ter o vírus, foi internada no Ullevaal no último dia 7, após ser repatriada em um avião francês fretado por Médicos Sem Fronteiras (MSF), a organização humanitária para a qual trabalha. Ela contraiu o vírus em Bo, uma das maiores cidades de Serra Leoa.

“Estou incrivelmente feliz”, declarou Silje hoje em entrevista coletiva no hospital.

Até agora, mais de 9 mil pessoas já contraíram o vírus e mais de 4.500 morreram, especialmente nos três países mais afetados pela doença: Libéria, Serra Leoa e Guiné. EFE