Entrar ilegalmente na Hungria a partir do dia 15 renderá prisão, diz premiê

  • Por Agencia EFE
  • 11/09/2015 10h39

Budapeste, 11 set (EFE).- O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, anunciou nesta sexta-feira que a polícia prenderá quem entrar de forma ilegal no país a partir do próximo dia 15, quando entrarão em vigor novas leis que estabelecem penas de até cinco anos de prisão para quem cometer essa infração.

O político nacionalista também denunciou que alguns refugiados se negam a cooperar com a polícia, o que viola as normas húngaras. EFE