Erupção de vulcão na Indonésia deixa pelo menos 9 feridos e um desaparecido

  • Por Agencia EFE
  • 19/12/2014 09h29

Bangcoc, 19 dez (EFE).- Pelo menos nove pessoas ficaram feridas e outra foi dada como desaparecida após a erupção, na noite de quinta-feira, do vulcão Gamalama, no arquipélago indonésio das Molucas, informaram fontes oficiais.

Os feridos e o desaparecido são montanhistas que foram surpreendidos pela explosão do vulcão, que lançou ao ar longas colunas de cinza incandescente e fumaça.

Cinco vítimas já receberam alta e os outros quatro feridos estão internados com ferimentos graves em um hospital de Ternate, a principal cidade da província de Molucas do Norte, segundo o porta-voz da agência estatal de resposta a desastres naturais, Sutopo Purwo Nugroho, citado pelo meio local “Kompas”.

Uma equipe de cerca de 80 pessoas procura o montanhista dado por desaparecido.

As autoridades da aviação civil fecharam hoje o aeroporto de Ternate pela pouca visibilidade causada pela erupção vulcânica.

O Gamalama, de 1.715 metros de altura, é um dos vulcões mais ativos na Indonésia e nos últimos 20 anos protagonizou múltiplas eruções.

Em dezembro de 2011, três pessoas morreram e cerca de 1,5 mil tiveram que ser evacuadas por outra erupção do Gamalama.

A Indonésia está localizada sobre o chamado Anel de Fogo do Pacífico, uma área de grande atividade sísmica e vulcânica, e abriga mais de 400 vulcões, dos quais pelo menos 129 continuam ativos e 65 estão qualificados como perigosos. EFE

zm/ff