Especialista explica por que avanço do Estado Islâmico no Oriente Médio ameaça a paz mundial

  • Por Jovem Pan
  • 01/09/2014 09h27

O professor responsável por conduzir a comissão de inquérito da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre os crimes na Síria, Paulo Sérgio Pinheiro, disse nesta segunda-feira (01) que o avanço do Estados Islâmico no Oriente Médio ameaça a paz mundial e explicou a dimensão do problema.

“Basicamente pela insegurança que esse grupo extremista está provocando na região. Eles começaram a luta na Síria e estamos chamando atenção para a presença desses combatistas que são apoiados por outros países”.

Ainda segundo Pinheiro, os jihadistas conquistaram o material bélico doado pelos Estados Unidos ao Iraque. “Outra coisa importante é que grupos armados que lutavam contra o presidente Assad na Síria traídos pelos recursos e, também, pelo poderio bélico se transportaram por essa organização”, falou.

O especialista lembrou ainda que crise na Síria já tem impacto regional por conta dos 3 milhões de refugiados em outros países da região e cerca de  6 milhões sendo deslocados internamente.

Questionado sobre o que a ONU poderia fazer conter os efeitos do avanço do Estado Islâmico, Pinheiro disse que se está realizando um trabalho com os refugiados, pelo Alto Comissariado. “O problema são os órgãos políticos. O Conselho de Segurança em que os membros são dividos”, explicou.

*Ouça a entrevista completa no áudio com os jornalistas JOVEM PAN Anchieta Filho, Joseval Peixoto e Adalberto Piotto.