Especialistas avaliam os impactos da inflação mais elevada

  • Por Jovem Pan
  • 15/04/2014 08h43

A expectativa do mercado encosta a inflação oficial no teto da meta e consumidor sofre com a alta dos preços. Os especialistas dizem que a inflação está rodando a 6,47%, com reflexos na feira livre e no supermercado.

A dona de casa começou a semana gastando mais para comprar menos, principalmente comida. A repórter Renata Gaspari ouviu a reclamações de quem precisou levar frutas, verduras e legumes para casa.

*Escute os detalhes no áudio

O professor de economia da USP Heron do Carmo prevê muita carestia nos próximos meses com índices de inflação muito pressionados. Em entrevista a Denise Campos de Toledo, ele advertiu que nem o dólar barato vai baixar o preço da comida.

O economista Manoel Loes ressaltou que o governo Dilma vai fazer o possível para manter o dólar baratinho. Loes acrescentou que essa política deve prejudicar o esforço brasileiro para vendas no exterior.

E o analista do mercado Fábio Silveira entende que é o momento do Brasil pensar menos na febre e mais no termômetro. Silveira enfatizou que o IPCA é um indicador sensível demais a altas de curto prazo, como no caso das hortaliças.

E não falta investidor estrangeiro disposto a faturar alto com o juro estratosférico do governo. O dólar caiu 0,3% nesta segunda feira com pequena queda de 0,3%, cotado a R$ 2,215.