Especialistas dizem que 13º salário é mais útil ao ser usado para pagar as dívidas

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2014 08h15

O mês de novembro chegou e com ele a expectativa de muitos trabalhadores assalariados, que aguardam com ansiedade o pagamento do 13° salário. Até o próximo dia 30 de novembro, deverá ser paga a primeira parcela, que pode ter vários destinos, dependendo da necessidade do trabalhador.

Saldar dívidas em atraso, fazer uma reserva financeira ou até se preparar para as principais despesas de 2015 como IPVA, IPTU e matrícula escolar. Para o Coordenador de Relações Institucionais do Dieese, José Silvestre Prado, a primeira alternativa é a mais correta.

*Ouça os detalhes no áudio

O assessor Econômico da Fecomércio Fábio Pina compartilha dessa opinião e pondera que quitar as dívidas adquiridas ao longo do ano é o melhor caminho. Apesar disso, em entrevista à repórter Cris Santos, Pina revela que não é sempre essa a escolha do brasileiro.

O alerta dos especialistas é para que os gastos com o salário extra sejam muito bem planejados, para o dinheiro não desaparecer. A reportagem Jovem Pan foi às ruas para questionar os trabalhadores sobre os destinos traçados para a primeira parcela do décimo terceiro.

A dica dos especialistas é controlar os gastos para não criar dívidas no final do ano que serão somadas às despesas programadas para 2015. Pesquisar ofertas e os melhores benefícios na hora de pagar as compras é importante, além de fazer contas antes de fechar o negócio.