Estado Islâmico assume autoria do atentado contra mesquita no Kuwait

  • Por EFE
  • 26/06/2015 10h04
Police cordon off the Imam Sadiq Mosque after a bomb explosion following Friday prayers, in the Al Sawaber area of Kuwait City June 26, 2015. Four people were killed in the suicide attack on Friday on the Shi'ite Muslim mosque in Kuwait City, the governor of Kuwait City Thabet al-Muhanna said. REUTERS/Jassim Mohammed REUTERS/Jassim Mohammed Cordão policial perto da mesquita Sadiq

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado realizado nesta sexta-feira contra uma mesquita xiita na capital do Kuwait, que deixou vários mortos e feridos.

De acordo com um comunicado divulgado na internet e cuja autenticidade ainda não pôde ser comprovada, o grupo terrorista garante que o ato foi cometido por um suicida que usava um cinto carregado de explosivos.

As autoridades não detalharam o número de vítimas, embora alguns meios de comunicação, como o “Kuwait News”, falem em oito mortos. Por sua vez, o canal “Al Rai”, que cita fontes médicas, eleva o total de vítimas a 12 e o de feridos a 70.

No comunicado, o EI acusa os xiitas de promover o politeísmo e de tentar propagar sua ideologia entre os sunitas, credo muçulmano com o qual se identificam os jihadistas. A nota apresenta o realizador da ação como “Abu Suleiman al Muahid”, mas não fornece mais informações.

O Ministério do Interior condenou o ato e o descreveu como um “crime” e um “atentado” com o qual se pretende “rasgar a união nacional”. O Conselho de Ministros convocou uma reunião urgente para acompanhar a situação e tomar as medidas necessárias.