Estagnação econômica e risco de racionamento afetam emprego, diz Fecomércio RJ

  • Por Agência Estado
  • 10/02/2015 17h06

Ao longo de 2014emprego desacelera

A estagnação da economia, a ameaça de racionamento de água e energia e a retração da indústria estão comprimindo a oferta de emprego no País, na avaliação da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio RJ).

“O desemprego, antes em pisos históricos, dá sinais de elevação, em meio ao ritmo hesitante da atividade doméstica”, manifestou a entidade, em comunicado sobre os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta terça-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A pesquisa mostra que a taxa de desemprego no País ficou em 6,5% no quarto trimestre de 2014, ante 6,2% no quarto trimestre de 2013. “E esse desempenho do mercado de trabalho e da economia já influencia o comportamento do consumidor”, afirma a Fecomércio RJ.

A entidade cita um levantamento feito em parceria com o instituto de pesquisa Ipsos, que mostra redução na intenção de compra de bens de consumo duráveis.

Em dezembro de 2014, 16,3% dos consumidores informaram que pretendiam comprar algum produto durável nos três meses seguintes, ante uma fatia de 18,6% dos entrevistados em dezembro de 2013. “Ao longo do ano de 2014, apenas os meses de abril, agosto e novembro apresentaram resultados favoráveis (em relação ao mesmo período do ano anterior)”, diz a nota.

*Daniela Amorim