Estiagem em São Paulo provoca quebra na safra de grãos e na produção de açúcar

  • Por Jovem Pan
  • 05/08/2014 08h38

A seca em São Paulo provocou quebra de 25% na safra de grãos e de 10% na produção de açúcar. A estiagem é a mais severa em 80 anos, e os produtores paulistas recorrem a financiamentos públicos para amenizar as perdas.

A laranja, o leite e a criação de gado também devem ter prejuízos expressivos até o fim do ano. O ex-secretário da agricultura de São Paulo, João Sampaio, lembrou que a seca no estado foi pior do que no Paraná e no Mato Grosso do Sul.

*Ouça os detalhes no áudio

Sampaio destacou que a seca desse ano em São Paulo supera a última grande estiagem, de 1984, uma das mais severas da história. Em entrevista ao repórter Thiago Uberreich, o ministro da Agricultura, Neri Geller, avaliou que o pior para o produtor rural já “ficou pra trás”.

O ministro Neri Geller ressaltou que, apesar da estiagem no centro-sul, a produção de grãos deverá superar a do ano passado. De acordo com a secretária da agricultura do estado de São Paulo, Mônica Bergamaschi, nos últimos meses, aumentou a procura por financiamento.

Mônica explicou que o seguro rural do Estado é complementar ao oferecido pelo governo federal. O IBGE calcula que a safra de grãos do país em 2014 vai crescer 2,3% na comparação com a do ano passado.