Estudo indica que usuários frequentes de redes sociais tendem a se endividar mais

  • Por Jovem Pan
  • 16/01/2015 08h42

Usuários frequentes das redes sociais tendem a ter níveis mais elevados de endividamento, segundo estudo norte-americano. Os pesquisadores da Universidade de Pittsburgh constataram que esses internautas têm menor pontuação de crédito.

De acordo com o especialista em investimentos, Mauro Kalil, muitas vezes, os usuários se esquecem da vida real. Em entrevista ao repórter Daniel Lian, o orientador financeiro disse que, além da publicidade na tela, há o desejo de consumo.

O doutor em psicologia social da USP, Walter Poltronieri, apontou que muitas pessoas descarregam suas angústias nas compras. Segundo o especialista, a hiperconectividade pode levar a adquirir um produto que poderia ser dispensado em um ambiente normal.  

A recomendação é que as pessoas pensem no mundo real e somente façam compras sem ultrapassar os limites do orçamento. Se usuário frequente de redes sociais perceber que não consegue se controlar, é indicado procurar ajuda médica e psicológica.