EUA e Cuba vão abrir embaixadas a partir de 20 de julho

  • Por EFE
  • 01/07/2015 12h14

Diplomata dos EUA Jeffrey DeLaurentis entrega carta a chanceler interino de Cuba Reuters Diplomata dos EUA Jeffrey DeLaurentis entrega carta a chanceler interino de Cuba

Cuba e Estados Unidos abrirão suas embaixadas em Washington e em Havana, respectivamente, a partir do dia 20 de julho, informou nesta quarta-feira o Ministério das Relações Exteriores do país caribenho em nota oficial.

A Chancelaria de Cuba recebeu hoje das mãos do chefe do Escritório de Interesses dos Estados Unidos na ilha, Jeffrey DeLaurentis, uma carta do presidente Barack Obama destinada ao líder cubano, Raúl Castro, na qual confirma “a decisão de restabelecer as relações diplomáticas entre os dois países e abrir missões diplomáticas permanentes nas respectivas capitais”.

A abertura das sedes diplomáticas ocorrerá a partir de 20 de julho de 2015, de acordo com o comunicado da Chancelaria cubana divulgado em seu site.

DeLaurentis foi recebido na manhã de hoje pelo ministro interino de Relações Exteriores, Marcelino Medina, a quem entregou uma pasta com a carta de Obama.

Ainda hoje, Obama fará um pronunciamento em Washington sobre o acordo entre os governos de Cuba e Estados Unidos para restabelecer suas relações diplomáticas.

Na ilha, por enquanto, não foi anunciado nenhum discurso do presidente Raúl Castro ou de seu governo a respeito.