EUA quebram cerco de jihadistas aos refugiados no norte do Iraque

  • Por Agencia EFE
  • 14/08/2014 01h42

Washington, 13 ago (EFE).- Os Estados Unidos consideraram quebrado o cerco aos jihadistas do Estado Islâmico (EI) que tinham submetido milhares de civis no monte Sinjar, no norte do Iraque, e acreditam ser muito menos necessária agora a grande operação que montavam para retirá-los, disse nesta quarta-feira Brett McGurk, vice-secretário assistente de Estado para Assuntos do Oriente próximo.

“O presidente (Barack Obama) disse que romperíamos o cerco à montanha e conseguimos”, confirmou McGurk em entrevista à “CNN”.

Pouco antes, o Pentágono anunciou em comunicado que uma eventual evacuação no monte Sinjar é “muito menos provável” depois de uma equipe de militares americanas se deslocar por 24 horas até a montanha e constatar que muitos deslocados fugiram graças “aos bombardeios seletivos dos EUA, à ajuda humanitária e aos esforços dos soldados turcos”.