Ex-presidente dos EUA Jimmy Carter anuncia que está livre de câncer

  • Por Agencia EFE
  • 06/12/2015 16h00
SP - HOMENAGEM/JIMMY CARTER/SP - ESPORTES - O Governador José Serra concedeu neste domingo no Palácio dos Bandeirantes, a Ordem do Ipiranga, no grau Grã-Cruz, ao ex-presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter. A Ordem do Ipiranga é a mais elevada honraria do Estado. Reservada aos cidadãos nacionais e estrangeiros como reconhecimento de gratidão dos paulistas em virtude dos serviços de excepcional relevância prestados a São Paulo. 03/05/2009 - Foto: WILLIAM VOLCOV/AE/AEGovernador José Serra concede a Ordem do Ipiranga ao ex-presidente dos Estados Unidos

O ex-presidente dos Estados Unidos Jimmy Carter (1977-1981) afirmou neste domingo (06), na Geórgia, que os resultados de seus últimos exames médicos revelaram que ele está livre de um câncer de cérebro anunciado em agosto.

Carter, de 91 anos, fez a revelação durante as aulas de catequese que ele ministra em uma igreja batista em Plains, na Geórgia, sua cidade natal, afirmou o jornal local “Atlanta Journal Constitution”.

Um amigo do ex-presidente, Jill Stuckey, afirmou ao jornal que Carter disse aos 350 presentes que uma ressonância magnética feita nesta semana mostrou que o câncer “tinha ido embora”.

Em agosto, o ex-presidente democrata divulgou que tinham descoberto quatro tumores em seu cérebro e que seria submetido a tratamentos de radioterapia acompanhados de uma série de medicamentos experimentais contra a doença.

Na época, Carter revelou que o câncer se originou em alguma parte não identificada de seu corpo. Depois, se estendeu ao fígado para posteriormente chegar ao cérebro. Semanas antes do anúncio, o ex-presidente passou por uma cirurgia para retirar 10% do fígado.

Por causa do diagnóstico, Carter, que recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2002 por seus trabalhos humanitários, foi obrigado a reduzir suas atividades. Mas mostrou confiança no tratamento que receberia no Hospital Universitário de Emory, em Atlanta.

Em novembro, o ex-presidente tinha afirmado que estava se sentindo bem e que os exames mostram que o câncer não tinha se propagado para outras partes do corpo.

Carter tem um longo histórico de câncer em sua família. Seu pai e três irmãos morreram de câncer de pâncreas. Já sua mãe foi vítima de câncer de mama, que, após metástase, também acabou chegando ao pâncreas.