Exército da Jordânia afirma que avião que caiu na Síria não foi derrubado

  • Por Agencia EFE
  • 25/12/2014 17h28

Amã, 25 dez (EFE).- O exército da Jordânia disse nesta quinta-feira que as investigações preliminares indicam que o avião que caiu ontem na Síria não foi derrubado por combatentes do Estado Islâmico (EI), informou a agência oficial de notícias jordaniana “Petra”.

Um porta-voz militar assegurou que, segundo estas investigações, “o avião não foi abatido pela organização terrorista”.

No entanto, reconheceu que, “perante a impossibilidade de acessar os destroços do aparelho e perante a ausência de seu piloto”, é “impossível determinar a razão do acidente do avião neste momento”.

Enquanto o Estado Islâmico sustenta que derrubou o avião com suas baterias de defesa antiaérea, o Departamento de Defesa americano assegura que se tratou de um acidente.

A família do piloto jordaniano capturado ontem pelos jihadistas pediu hoje clemência aos extremistas para que garantam a segurança do militar, segundo um vídeo divulgado por meios de comunicação locais.

No último mês de setembro, a Jordânia se uniu à coalizão internacional contra o EI que começou seus bombardeios sobre solo sírio no dia 23 desse mesmo mês. EFE