Exército sul-coreano procura soldado que matou 5 companheiros

  • Por Agencia EFE
  • 22/06/2014 00h13

Seul, 22 jun (EFE).- O Exército sul-coreano está procurando o soldado que fugiu após matar a tiros cinco companheiros de sua unidade e ferir outros sete em um posto militar próximo à fronteira entre as duas Coreias, informou neste domingo (data local) o Ministério da Defesa do país.

O incidente acontedeu por volta das 20h15 (horário local, 8h15 de Brasília) do sábado, quando um sargento do Exército sul-coreano abriu fogo de forma indiscriminada no posto situado na cidade de Goseong, na província de Gangwon, próximo à Zona Desmilitarizada (DMZ), segundo explicou o Ministério da Defesa.

Fontes militares informaram a princípio da captura do soldado, embora aparentemente este tenha conseguido fugir e neste momento está sendo procurado pelo Exército, segundo disse à agência local de notícias “Yonhap” um porta-voz do Ministério da Defesa, que estabeleceu um gabinete de crise para resolver o caso.

O suposto responsável do massacre é um sargento da 22ª Divisão de Infantaria desdobrada em Goseong, que foi identificado com o sobrenome de Lim. EFE