Fabricantes japoneses se unem para criar motor de gasolina “ultra-eficiente”

  • Por Agencia EFE
  • 10/08/2014 02h02

Tóquio, 10 ago (EFE).- Fabricantes japoneses de automóveis como Toyota, Honda e Mazda uniram forças para desenvolver um motor a gasolina com um consumo “ultra-eficiente” e que minimize as emissões poluentes, publicou neste domingo pelo jornal “Nikkei”.

Estas empresas constituíram no final de abril a Associação para a Pesquisa de Motores de Combustão Interna (AICE), para concorrer melhor contra os rivais europeus e se adiantarem no desenvolvimento da última geração de motores a diesel e a gasolina.

Um dos projetos em andamento, conduzido por engenheiros da Honda, projetou um motor de gasolina que consumiria 1 litro a cada 40 quilômetros, e que pode fazer até 50 quilômetros por litro em modelos híbridos.

A tecnologia foi batizada de Ignição com Compressão de Carga Homogênea (HCCI) e se baseia em um vapor que mistura gasolina e ar injetado no motor, que tem a temperatura posteriormente elevada pela compressão até causar a auto-ignição.

Apesar de ser uma tecnologia promissora graças à eficiência energética e as baixas emissões, nenhum fabricante ainda conseguiu aplica-la na prática pela dificuldade em controlar o sistema de combustão.

Outro projeto dirigido por cientistas da Honda Motors trabalha em uma tecnologia baseada em um enfoque semelhante, uma mistura vaporosa de ar e combustível, embora com a diferença de que a combustão é realiza por faísca, como nos motores convencionais.

Este outro sistema, denominado Ignição de Faísca com Carga Ajustada (HLSI), oferece uma eficiência energética menor que a do HCCI, mas seus criadores acreditam que podem igualar ou superar seu rendimento.

O objetivo destes projetos, nos quais a Toyota também participará em breve, é que a oferta de automóveis nos próximos anos de veículos híbridos, modelos elétricos e outros com motores de gasolina ou diesel “ultra-eficientes” seja ampliada, explicaram fontes da associação.

Os sistemas se diferenciam das novas tecnologias de combustão atualmente desenvolvidas pelos fabricantes europeus, que em geral buscam mais eficiência mediante a combinação de motores de baixa cilindrada com um turbocompressor.EFE